Web Summit: como a IA está mudando a cara da moda, entretenimento, música e muito mais

É com este tema surpreendente que o ucraniano Dima Shvets, cofundador e CEO da Reface, um aplicativo baseado em Inteligência Artificial para trocar rostos em vídeos, GIFs e fotos, chegou ao Web Summit Lisboa.


Por Bruno Zenatte



É com este tema surpreendente que o ucraniano Dima Shvets, cofundador e CEO da Reface, um aplicativo baseado em Inteligência Artificial para trocar rostos em vídeos, GIFs e fotos, chegou ao Web Summit Lisboa para apresentar números que realmente impressionam de como a tecnologia da inteligência artificial está impactando o nosso mundo.

Na apresentação, o ucraniano falou sobre o atual mercado formado por mais de 50 milhões de criadores de conteúdo, um faturamento aproximado em 104.2 bilhões de dólares. Nesse segmento, criar vídeos com rostos usando Inteligência Artificial (IA) se tornou um novo negócio.

O aplicativo ucraniano Reface App é o mais utilizado atualmente, e o destaque do app é um vídeo da Miley Cyrus, sendo o mais utilizado para a troca de rosto com IA.

Além disso, os jogos de futebol já utilizam essa inteligência artificial há muito tempo, o que possibilita o usuário a entrar literalmente dentro do jogo.

Um exemplo de inteligência artificial utilizado na moda pode ser visto nas campanhas de roupas. É possível gravar com um único ator e, por meio do recurso da inteligência artificial, trocar de rostos.

Aplicativos como o Instagram já recebem muitos presets todos os dias para a troca de rostos, como, por exemplo, em um ovo frito ou frutas. É o Memefy, no qual é possível colocar o seu rosto em pessoas e cenas famosas.


Inteligência artificial e o futuro




A Inteligência Artificial terá importância em vários mercados, e hoje são 4,5 bilhões de faces para treinamento de expressões no mundo. No futuro, os vídeos serão personalizados e a IA ajudará a criar músicas, vídeos, entre outras coisas.

As músicas poderão ser personalizadas, e a IA ajudará a criar cenas em filmes, quando o ator não tem capacidade para fazer, ou, dançar um ritmo diferente.

Haverá possibilidade de criar conteúdo totalmente diferente, com imagens para os criativos utilizarem, por exemplo.

Porém, os memes e as imagens de pessoas poderão não ser verdadeiros. Ou seja, um rosto poderá facilmente ser substituído e inserido em uma cena, até mesmo sem as pessoas saberem se é verdade ou não.