Shopping centers: Estratégias que se adequam aos negócios


Entenda como a transformação digital pode ajudar negócios a escolherem a melhor estratégia e solução para suas gestões.


Você quer aprender sobre estratégias que se adequam aos negócios e ajudam na gestão de centros comerciais? Se sim, você está no lugar certo! Leia o texto até o fim e entenda tudo sobre o tema:

Segundo dados do Censo Brasileiro de Shopping Centers, levantamento realizado pela Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), em 2021 o aumento foi gradual, com faturamento de vendas 23,6% maior que em 2020 (R$ 159,2 bilhões no total). Além disso, outro incremento interessante foi o de número de visitantes, chegando perto de 400 milhões por mês (397 milhões de visitantes por mês - o dado exato), representando um aumento de 16,4% na comparação com 2020.

Contudo, se no ano passado a volta à normalidade foi progressiva, agora em 2022, com o avanço da vacinação e a volta do funcionamento dos shoppings em horário normal, a perspectiva é ainda melhor. Por isso, vamos abordar muitos assuntos ligados aos varejistas:

  • Nova classificação dos negócios;

  • Interiorização dos shopping centers;

  • A necessidade do shopping ser visto como espaço de entretenimento;

  • Digitalização como caminho para o futuro dos shoppings;

  • Como a Napp pode ajudar na transformação digital de cada tipo de negócio;

  • Os processos de implementação digital e

  • A parceria entre Napp e Abrasce no 1º Napp Conecta.


Atualização dos shopping centers

Do mesmo modo, o Censo Brasileiro de Shopping Centers trouxe uma atualização e, consequentemente, a nova classificação dos negócios. A Abrasce passou a considerar Shopping Centers, os locais com área superior a 5 mil m², tendo várias unidades comerciais com a prática de aluguel fixo e percentual.

A maioria desses modelos conta com lojas âncoras e vagas de estacionamento de acordo com a legislação praticada na região em que estão instalados. Com esses novos critérios, a classificação traz um total de 620 shoppings no país.


Interiorização – um fenômeno a ser considerado

Segundo o censo, 44% dos shoppings estão localizados em capitais, enquanto 56% ficam em municípios (42% em cidades com menos de 500 mil habitantes).

Na hora de escolher o local para abrir um negócio, estude as áreas fora de capitais. Vale lembrar ainda que shoppings no interior conseguem atender muitas cidades do entorno, ampliando a área de abrangência.


Shopping center: local de entretenimento

Muitas pessoas que frequentam shoppings estão à procura de diversão. A princípio, em cada dez visitantes, quatro buscam opções de entretenimento. Este número deve continuar crescendo e analisar tal tendência é fundamental.

O público em busca de diversão é também cliente potencial das demais lojas. Por isso, investir em entretenimento é sinônimo de mais lucro para toda a cadeia de negócios.


Digitalização: o futuro dos shopping centers

Nesse ínterim, chegamos a um item crucial apontado pelo Censo Brasileiro de Shopping Centers: digitalização dos negócios. E uma boa tendência são os múltiplos canais de venda, o que vai ao encontro do novo perfil de consumidor, cada vez em mais canais.

Tal transformação vai continuar a todo vapor, com shoppings abrindo novas formas de venda. Por exemplo, em 2019, apenas 11% dos negócios tinham marketplace. Em 2020, o índice subiu para 29%, e, em 2021, chegou a 34%. A previsão é que alcance 56% dos shoppings centers nos próximos dois anos. E é justamente aí que entra a experiência da Napp.


Como a Napp pode ajudar na transformação digital dos shoppings centers

O universo dos shopping centers está no DNA da Napp Solutions. A startup, desde sua origem em 2014, pensa em soluções para o setor e falar sobre esse assunto é normal aqui neste espaço. Por isso, hoje iremos abordar estratégias que podem contribuir para a evolução dos shoppings, que tem retomado o faturamento após os longos meses fechados por causa da pandemia.

A Napp Solutions, startup paulista especializada em transformação digital, tem a expertise necessária, sobretudo para a evolução dos shopping centers. Uma das soluções mais inovadoras da empresa é o Esphera, que leva dados para a empresa atingir de forma mais assertiva.

O Esphera já é realidade em mais de 70% do segmento em todo o Brasil e, em 2022, a Napp decidiu criar novas opções de venda da ferramenta. O Esphera ficou mais flexível para que o shopping encontre a versão que melhor se adequa, tanto ao financeiro, quanto para o melhor desempenho de sua equipe, mas que ainda traga resultados por meio de processos automáticos.


Opinião de Junia Penteado, head do Esphera na Napp Solutions

Nesse sentido, para Junia Penteado, head do Esphera na Napp Solutions, o destaque da solução é o acesso a uma tecnologia que leva eficiência para a empresa cuidar de uma etapa fundamental, antes do processo de integração dos lojistas, que é a negociação, para depois oferecer um robusto recurso de inteligência de dados.

“A empresa contará com uma ferramenta que entrega uma solução em transformação digital, além da liberdade de negociar e monitorar as suas próprias operações, com esforço do próprio time do shopping. Ou seja, a empresa tem controle da evolução e ações necessárias para o restabelecimento de dados”, destaca Junia.

O Esphera otimiza os processos dentro do mall, proporcionando ganho e tempo para que os times discutam as melhores estratégias. A ferramenta é capaz de auditar todo o negócio sem a necessidade de grandes equipes, e de forma rápida e precisa.

Dessa forma, a Napp oferece três ferramentas, incluindo os aplicativos dos sistemas para ajudar o shopping e atingir a excelência na leitura dos dados. No LiveSales, as vendas são coletadas diretamente do ERP do lojista quase que em tempo real. O InfoSales é uma ferramenta em que o lojista faz o informe de vendas e o SmartCheck um conector que coleta as vendas de fechamento e boca de caixa por meio de um aplicativo. Também conta com um painel de BI para ter todas as análises.


Implementação fácil e ágil para o seu negócio iniciar a transformação digital

A Napp Solutions atua desde o onboarding do cliente, garantindo a melhor experiência dele na implantação, uso da ferramenta e na sua retenção. E, com o Esphera, a excelência em proporcionar a melhor experiência do usuário é um dos principais objetivos da área de Customer Success, composta por profissionais com know-how de locação de espaços modelo shopping, de forma que, conhecendo os processos e rotinas da regra de negócio, o atendimento aos clientes seja ainda mais eficiente para uso das ferramentas.

Os profissionais da Napp dominam todas as ferramentas do Esphera e atuam como “tradutores”, que ensinam o cliente a usar e acompanham o uso da ferramenta falando a “mesma língua”.


Napp Solutions e Abrasce: parceria para levar tendências aos shopping centers

No início, mostramos os dados importantes para a evolução dos shopping centers. Por isso, a Napp promoveu, em parceria com a Abrasce, a primeira edição do Napp Conecta, um evento sobre conexão de dados e digitalização dos shoppings brasileiros. O objetivo foi apresentar as principais tendências do varejo e as novidades tecnológicas do segmento.

Na ocasião, os participantes debateram sobre transformação digital e a importância dos dados, principalmente para a tomada de decisões em diferentes perspectivas: auditoria, marketing, digitalização e mix de lojas. Entre os palestrantes, estavam especialistas do segmento de varejo e mercado de shopping do país.

Todavia, a gravação do conteúdo completo do Napp Conecta está disponível no Youtube e pode ser acessado pelo canal da Napp: https://www.youtube.com/watch?v=jPavtvrmySM&t=944s

Falamos da necessidade da transformação digital para o futuro dos shopping centers. Mas as tendências não param por aí. Clique neste link e veja outras soluções para esse mercado.