Saiba como fazer um controle de estoque eficiente

Ter um estoque eficiente e um controle de qualidade é um objetivo de muitos negócios. A eficiência da compra à entrega estão entre os principais desejos de todo gestor ou dono de loja, seja de qualquer tamanho e segmento do varejo.


 Controle de Estoque Eficiente: Saiba como fazer

A princípio, os varejistas querem atingir o sucesso com um estoque eficiente. Estoque é um tema que tem levantado muito debate entre gestores que buscam aprimorar seus recursos logísticos.

Em resumo, esse debate é essencial. Imagine a quantidade de clientes e parceiros que uma empresa, seja de qualquer porte, poderá perder por conta da ausência de um bom controle do seu estoque de produtos? Pois é, a nossa ideia não é pôr mais tensão no assunto, porém se o leitor permanecer até o final do texto, vamos apresentar dicas importantes para compreender mais a fundo o assunto. Fique com a gente e aproveite para saber o que vamos abordar:

  • O que é estoque?

  • O que significa executar uma gestão do estoque?

  • Por que manter uma gestão de estoque de qualidade?

  • Gestão de estoque: quais são as vantagens?

  • Como fazer para ter um estoque eficiente e de qualidade.


O que é estoque?

Ficou claro que é fundamental investir nesse conhecimento para melhorar o setor. Certo?

Para termos uma compreensão mais alinhada e seguir com as dicas, estoque é qualquer quantidade de materiais armazenada para ser utilizada no futuro. Os produtos que fazem parte dessa área variam de acordo com a atividade da empresa.

Por exemplo, a indústria. Nesse caso, o estoque é formado em sua maioria por matéria-prima, produtos finalizados e materiais auxiliares.

No segmento de comércio, o estoque é composto por mercadorias para revenda e que fazem parte desta seção.

Já no setor de serviços, o estoque armazena os materiais suficientes para a execução das suas atividades.

Em resumo: Saber sobre sua área de atuação é essencial para que os processos funcionem de maneira eficiente. Ter uma gestão de estoque de qualidade, é o caminho para manter a eficácia dos atendimentos.


O que significa executar uma gestão do estoque?

Vamos imaginar um cenário e tentar enxergar o gerenciamento desse estoque. É justamente esse o ponto onde o gerenciamento tem a sua importância e um aliado importante do negócio.

Digamos que é preciso atender todas as demandas de materiais e equipamentos necessários, considerando o momento adequado e a sua quantidade correta. Ou seja, para realizar essas atividades, é exigido um bom planejamento.

Durante esse processo será necessário ter alguns pontos de atenção. Uma das expertises essenciais é no fluxo de materiais. Em resumo: o seu acompanhamento das mercadorias da empresa. O principal objetivo é a diminuição de perdas.

Mas como é possível atingir essa meta? A logística é importante para evitar perdas. Para atingir essa finalidade, as informações devem ficar disponíveis sem necessidade de contar fisicamente. Diversas decisões podem ser tomadas a partir dessa organização.


Por que manter uma gestão de estoque de qualidade?

Anteriormente, exemplificamos o que significa executar uma gestão de estoque, com eficiência. Um dos motivos para buscar esse fluxo é determinar, por exemplo, os itens que devem ser comprados. Além disso, se alguma mercadoria deve ser destacada.

Ou seja, insistir em um planejamento ineficiente ou uma má gestão do estoque, pode trazer consequências como perdas para a sua empresa, considerando desperdícios de produtos e, ainda, mais prejuízos com uma possível estagnação do capital de giro do negócio.

Em conclusão, a eficiência da compra à entrega está entre os principais desejos de todo gestor ou dono do negócio. Aliás, em outro artigo do blog da Napp, nós apresentamos quais são as soluções que ajudam a potencializar as vendas. Leia aqui.


Gestão de estoque: quais são as vantagens?

Anteriormente, vimos como é ruim não ter planejamento. Contudo, ter uma boa gestão de estoque, garante vantagens. Saiba algumas delas:

- Evitar perdas, desvios, roubo e expiração de prazo de validade;

- Conhecer as necessidades de reposição;

- Identificar os produtos que estão sem giro;

- Compreender a influência do estoque nos custos dos produtos;

- Gerir a demanda por capital de giro;

- Repassar informações dos pedidos para a área de compras.

Em resumo, ter um bom gerenciamento é sinal de garantir que a empresa conquiste informações desde a reposição e diminuição de produtos armazenados, além de uma oportunidade de avaliar a elevação da lucratividade da empresa, otimizando o fluxo de caixa e reduzindo os espaços dos estoques.


Como fazer para ter um estoque eficiente e de qualidade

Em seguida, vamos abordar as contribuições da gestão de estoque:

1 - Mão de obra capacitada

Contar com profissionais que trabalhem de modo eficiente é importante. Isso pode ser planejado na seleção da equipe. Por isso, investir na contratação de pessoas que agregam valores ao negócio é fundamental. Outra ação importante é o investimento em treinamentos.

Sendo assim, é importante aprender sobre logística. Além disso, informática também é importante. Os próprios colaboradores podem dar palestras e minicursos sobre o tema.

2 - Tenha inventários periódicos

É uma das melhores dicas. Com isso, você vai evitar as perdas. Além disso, você pode planejar os ajustes dos saldos. Uma opção viável é a adoção dos inventários rotativos. A precisão é menor, mas é feito mais rápido.

3 – Use métricas

Métricas são importantes, pois auxiliam o controle de estoque. As métricas ajudam a embasar os gestores em tomadas de decisões. Para isso, podemos utilizar os indicadores do Tempo de Ciclo. Essa métrica ajuda o gestor saber se precisa realizar uma encomenda. Outra métrica importante é o Consumo Médio.

4 - Valorize fornecedores de confiança

Comece a trabalhar com fornecedores de confiança! Aqui, podemos considerar como investimento. Ou seja, uma economia em uma compra pode resultar em prejuízo.

Por outro lado, a sugestão é para que as parcerias cumpram os prazos estabelecidos, sem deixar você na mão. Nesse quesito, é preciso levar em conta alguns fatores, como por exemplo, a credibilidade no mercado, a responsabilidade, a qualidade, a confiabilidade, o tempo de entrega e a disponibilidade;

5 – Aplique adequadamente as promoções

Outra dica é o uso adequado de promoções. A ação diminui o número de itens encalhados. Além disso, pode ajudar na fidelização dos clientes. A ideia é que essa ação tenha seu melhor aproveitamento para os negócios que possuem a necessidade de liberar espaço.

6 - Implemente um software de gestão

Softwares de gestão ajudam com a qualidade. Com esses sistemas é possível melhorar a logística. Há diversos softwares, contudo é preciso ter um que atenda o objetivo. Uma vantagem é o retorno do investimento (ROI). É um bom jeito de ter praticidade. Há muitas vantagens!


Em resumo, o software de gestão vai melhorar os processos. Sendo assim, a escolha do software é responsável pela melhoria. Tudo tem um custo, até mesmo o produto já vendido. Entender esses custos é importante para calcular o lucro bruto. Esse processo se chama Custo de Mercadoria Vendida (CMV). Em outro artigo explicamos o que é CMV.Leia aqui.